"Um dia o peito desenferruja e a gente abre mão do que há de vir" (Gabito Nunes)

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Vá andando. Olhe pros lados, mas nunca para trás. Pise passos firmes, de preferência ao alcance das pernas. 
Saia pelo menos uma manhã com o rosto limpo, livre do sorriso postiço. Sorria por natureza, por instinto. A felicidade não é um objeto perdido que necessita ser encontrado; ela é um estado de espírito, e por que não uma forma de viver? É você que alimenta pensamentos, bons e ruins. Já pensou em deixar morrer de fome o ódio e o pessimismo? Olhe para frente, cresça e ajude os outros a crescer. O mundo é dos fortes, e daqueles que acreditam. Ouça mais, fale menos. Quebre a cara, porque você está longe de ser perfeito. Não ignore os erros, construa valores através deles. Dê sua cara pra bater, e não deixe que os outros decidam por você. Faça, pelo menos, alguma pequena diferença. O comum é mais fácil, mas também não agrada. Seja você, procurando sempre ser alguém melhor. E tenha cuidado com os conselhos que irá seguir, inclusive com os meus.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Era linda a flor...

No final seria assim mesmo, só que menos doloroso. Não haveria rasgos nem corações partidos, só um pouco de saudade antecipada e lágrimas de nostalgia nos olhos. Mas já que não pode ser assim, me deixe ao menos lamentar, e recolher algumas pétalas da nossa flor esfacelada, pra guardar pra lembrança...

terça-feira, 20 de setembro de 2011